você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

Wireless - Corrigindo a instabilidade do módulo rt61pci

Colaboração: Marcellino F. de Paula Júnior

Data de Publicação: 20 de janeiro de 2008

Começarei esse artigo de maneira direta. Cheguei a conclusão que não adianta escrever toda a teoria sobre placas Wireless, as camadas do protocolo e configurações mais detalhadas do sistema. Por mais bonito que possa parecer

  • pelo menos para mim e meia dúzia de usuários avançados - a maioria dos visitantes querem ir direto ao ponto, algo prático e direto, assim como fiz no livro Ubuntu Guia Prático para Iniciantes. Sem o lenga lenga habitual de teses e pesquisas.

    O artigo é uma resposta ao instável módulo (uma espécie de driver - para quem veio do Windows) rt61pci, que está presente e nativo na maioria das distros modernas e que suporta as placas PCI Wireless da D-Link. O objeto de teste do artigo será o modelo G510 da D-link, que, depois de alguma pesquisa, cheguei ao website http://rt2×00.serialmonkey.com/wiki/index.php/Downloads e corrigi este pequeno bug. A propósito, não se espante se ver o seu hardware ser reconhecido como RaLink RT2561/RT61 rev B.

    Será que isso afeta você? Os principais sintomas são: Dificuldade de conexão com o AP/Router e quedas freqüentes da conexão.

    Vamos começar a substituição do módulo? Primeiramente, abra o terminal e entre com o comando lsmod, descubra qual modulo a sua placa wireless está utilizando - se for uma D-link, possivelmente será o rt61pci. Quando identificado, especifique esse modulo na blacklist editando o arquivo de mesmo nome em /etc/modprobe.d/blacklist. Siga os exemplos contidos no arquivo e você se sairá bem.

    O próximo passo é fazer o download do arquivo rt61-cvs-daily.tar.gz em http://rt2×00.serialmonkey.com/wiki/index.php/Downloads

    Extraia seu conteúdo e compile - execute o comando #make dentro do diretório - sempre lembrando da necessidade de instalar o pacote build-essential e as fontes do seu kernel para compilar com êxito. O comando para instala-los no Ubuntu seria parecido com:

      #apt-get install build-essential linux-headers-`uname -r` linux-source-`uname -r
    

    Usuário Debian? mesmo comando do Ubuntu. E se usa o RedHat Fedora, o comando seria: yum -y install kernel-devel gcc g++ make. Esses pacotes correspondem ao desenvolvimento do kernel e compiladores de linguagem.

    Compilou? Então:

      #su -c make install
    

    Após a instalação, retire o módulo em uso de funcionamento com o comando modprobe -r rt61pci - usuários do Fedora usem /sbin/modprobe -r rt61pci - ou reinicie o computador.

    Para ativar o módulo recém instalado, entre com o comando #modprobe rt61 usuários do Fedora, não esqueçam do /sbin/ .

    Verifique com o comando lsmod se o módulo rt61 consta na lista. Caso afirmativo, está tudo certo, reconfigure sua conexão e tente novamente conectar-se.

Marcellino Júnior é natural do Rio de Janeiro, engenheiro em formação, autor do livro Ubuntu - Guia prático para Iniciantes , empresário e consultor especializado em soluções de redução de custos empresariais com software livre, migração de servidores e desktops para a plataforma Linux.


 

 

Veja a relação completa dos artigos de Marcellino F. de Paula Júnior

Opinião dos Leitores

Seja o primeiro a comentar este artigo
*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script