você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

Vim e backups

Colaboração: Márcio C. M. Rezende

Data de Publicação: 12 de December de 2008

Acontece com todo mundo e ... Aconteceu comigo ontem!

Ironicamente, eu estava criando um script em bash para realizar backups e não fiz backup do mesmo. <|:-P_)

A catástrofe: quando gerei um arquivo de hash para teste, batizei-o com mesmo nome do programa mais a extensão .md5.

Tudo ia bem até que resolvi eliminar o arquivo .md5 e, utilizando o auto-completar - tecla < TAB> - na linha de comando, realizei a tragédia anunciada:

  rm n< tab>omedoscript e em seguida < CR>.

O que era pra ser rm nomedoscript< TAB>.md5 virou rm nomedoscript devido a minha pressa e falta de atenção.

Certo, certo... Eu tenho backups sim e uso o bzr, mas como todo apressado e esquecido, havia sincronizado o repositório local há dois dias atrás e negligenciei um backup antes de testar. Pressa pura pois o script - cerca de 500 linhas - já estava quase totalmente depurado e faltavam uns poucos ajustes para por em marcha. O resultado: 8h de trabalho jogadas no ralo.

Depois da triste estorinha do "menino burro" e uma boa busca, passei a usar as seguinte chaves no meu .vimrc

  set backup
  set backupdir=~/.backup,./.backup

A primeira define que quero backups e a segunda onde devem ser mantidas as cópias dos trabalhos.

Neste caso fica armazenada no meu ~/.backup e quando quero ser mais específico, crio o diretório .backup no meu diretório atual de trabalho. O vim irá selecionar o diretório mais próximo do arquivo original a partir da lista fornecida em backupdir.

Faço isto porque se tivermos dois arquivos. Ex: index.php e /foo/index.php, e estivermos editando os dois numa mesma sessão, o diretório ~/.backup irá guardar a cópia do último salvo. Ou seja, fazendo uma sobreposição sem aviso.

Na minha opinião, gerar uma cópia no mesmo diretório - o default, não é muito atraente pois além de poluí-lo, o backup fica muito próximo do original e se errarmos - ex: rm -rf bar/ - o backup vai junto.

Uma complementação: vejam o site http://writequit.org/blog/?cat=464

O meu "bendito" erro me levou até ele e a estudar o arquivo .vimrc ali apresentado melhorei muito o meu ambiente no vim.

Em meu Blog - http://marzvix.wordpress.com - publico algumas coisas relacionadas com o vim e linux por lá. Sejam bem-vindos.


 

 

Veja a relação completa dos artigos de Márcio C. M. Rezende

Opinião dos Leitores

Seja o primeiro a comentar este artigo
*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script