você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

Usando o diretório tmp em sistemas Debian

Colaboração: Pedro Zorzenon Neto

Data de Publicação: 26 de Fevereiro de 2003

Frequentemente edito textos simples que serão impressos e depois apagados ou faço vários scripts para testar algum código que depois de utilizados não serão usados novamente. Para isso, uso o diretório /tmp, que é apagado após cada boot. Assim o HD não vai ficando cheio de dados inúteis.

Porém isso tem uma desvantagem. Se no dia seguinte você precisar novamente do arquivo que salvou no /tmp, então ele não estará mais lá. Ou então se a força acabar, você perde o arquivo que será apagado no boot.

Para isso, no sistema Debian, edite o arquivo /etc/default/rcS e troque a linha TMPTIME=0 por TMPTIME=7, isso fará que durante o boot, arquivos presentes no diretório /tmp com menos que 7 dias do último acesso não sejam apagados.

Instale também o pacote "tmpreaper" que é um auto-apagador de arquivos no /tmp e nas configurações dele /etc/tmpreaper.conf coloque TMPREAPER_TIME=7d. Assim se a máquina fica ligada direto o /tmp também será limpo.

Você pode também adaptar esta dica para sistemas que não são Debian. A parte do script de boot que cuida disso é assim:

  if [ "$TMPTIME" = 0 ]
  then
          TEXPR=""
  else
          TEXPR="! -ctime -$TMPTIME"
  fi
  ( cd /tmp && \
    find . -xdev \
    $TEXPR \
    ! -name . \
    ! \( -name lost+found -uid 0 \) \
    ! \( -name quota.user -uid 0 \) \
    ! \( -name quota.group -uid 0 \) \
    ! \( -name .journal -uid 0 \) \
      -depth -exec rm -rf -- {} \; )
  rm -f /tmp/.X*-lock

O pacote tmpreaper pode ser encontrado em http://packages.debian.org/tmpreaper



Veja a relação completa dos artigos de Pedro Zorzenon Neto

 

 

Opinião dos Leitores

Seja o primeiro a comentar este artigo
*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script