você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

Usando Alt no xterm

Colaboração: Rodrigo Bernardo Pimentel

Data de Publicação: 12 de Novembro de 2003

Algum tempo atrás, notei que as seqüências com alt no bash (alt-f para avançar uma palavra, alt-b para voltar uma, alt-d para apagar uma etc) pararam de funcionar, no xterm.

Depois de me irritar por ter de usar ESC-f, ESC-b etc e de tentar muitas combinações de configurações de X, acabei descobrindo que isso aconteceu por causa de uma mudança nos defaults do xterm na Debian (não sei se o mesmo aconteceu em outras distribuições).

A forma mais fácil de resolver este problema é colocar a linha

  XTerm*eightBitInput:            false

no arquivo .Xresources (ou em outro arquivo de resources que seja lido quando você entra no ambiente gráfico, veja "man xrdb" e /etc/X11/Xsession (na Debian) para mais informações).

Isso faz com que uma seqüência como alt-f seja interpretada como dois caracteres, e não como um só, resultando nas combinações que o bash entende.

Para mais informações sobre atalhos do bash (na verdade, da biblioteca readline), "man bash" (seção READLINE).


Gnu Linux pagando apenas pela mídia

A Linux Mall está patrocinando o projeto do Carlos Morimoto (desenvolvedor Kurumin Linux), e decidiu abrir mão da margem de lucro para disseminar ainda mais o sistema. Na venda, é cobrado um valor simbólico de R$ 2,99 para arcar com o custo da mídia.

A meta é distribuir pelo menos 1000 unidades no primeiro mês. E tem mais, o sistema é disponibilizado em mini-CDs Maxell, o que garante a qualidade e facilita o transporte, fazendo com que o usuário "não saia de casa sem ele".

Mini-CD Kurumin Linux 2.05 1CD (i586)

http://www.linuxmall.com.br/cart/?page=categ/flypage&product_id=1539


Está circulando por e-mail uma lista* com 50 provas de que a Matrix, simulação criada pelas máquinas para dominar os humanos, teria sido mais uma obra da fabricante de softwares Microsoft. Confira:

  1. Você precisa dar reload de tempos em tempos.
  2. 0,1 % de código não compreendido é capaz de comprometer os outros 99,9% do ambiente que funcionavam bem.
  3. Você é obrigado a comprar outros produtos, supérfluos e caros, para entender um pouco daquilo pelo qual já pagou.
  4. O criador está pouco se "lixando" para o que acontecerá com o usuário na próxima versão.
  5. Tudo parece bonitinho no papel de parede, mas a realidade é obscura.
  6. Novas versões nem sempre eliminam o problema anterior, mas trazem encrencas maiores no futuro.
  7. O sistema operacional presume que você não sabe, não quer, não deve e não pode pensar por si próprio.
  8. O ambiente suga todos os recursos do sistema, e toda a a energia do usuário..
  9. Quando muita ação acontece simultaneamente, tudo fica em câmera lenta.
  10. Qualquer programa ou usuário comum pode se converter, sem mais nem menos, em algo que se vira contra você.
  11. Todos seus passos são monitorados pelo criador do sistema operacional.
  12. Os programas deletados continuam no amibente, fazendo o que não deviam.
  13. Você tem sensações de "deja vu", e de que estão remendando o código.
  14. Programas rápidos são mitos.
  15. Por mais que você se atualize e faça treinamento, sempre lançam novas versões desnecessárias que fazem a mesma coisa de antes, só para tirar o seu controle sobre o ambiente.
  16. A concorrência inteligente é perseguida e aniquilada, por menor que seja.
  17. Os idealizadores não são humanos!
  18. Qualquer hacker consegue passar pelos seus firewalls.
  19. Por mais que você tenha apanhado do sistema, o suporte do fabricante sorri como se todos usuários estivessem tranquilos e felizes.
  20. Programas feitos ali não rodam fora de seu ambiente operacional.
  21. O idealizador não liga para as necessidades dos usuários avançados, uma vez que a maioria está feliz em sub-utilizar um programa que não compreende.
  22. O sistema toda decisões por você, ainda que não seja as que você prefira.
  23. O ambiente facilita a multiplicação dos vírus e a atuação dos hackers.
  24. Nem o idealizador entende totalmente como 100% funciona.
  25. O lançamento das sequências de produtos atrasam 4 anos.
  26. Tudo que você vê é sempre uma cópia enfeitada e artificial de algo que já existia antes.
  27. As perguntas dos usuários são ignoradas.
  28. A maioria dos programas roda muito mais lentamente do que deveriam.
  29. No começo, parecia ser um paraíso, mas não servia para nada. E tudo foi ficando pior para o usuário a cada versão.
  30. Seus lançamentos são mundiais, simultâneos, e com forte esquema de marketing.
  31. Programas cosméticos dão ilusão de entretenimento e prazer ao usuário fútil, enquanto os idealizadores é que ficam mais poderosos.
  32. As mensagens de orientação do sistema - quando existentes - são vagas e indiretas.
  33. Qualquer problema, por menor que seja, cresce até o sistema precisar de um reload.
  34. Uma simples queda localizada de eletricidade pode comprometer todo o sistema.
  35. Os novos lançamentos se preocupam mais com a aparência e com a inexistência de concorrência do que com a manutenção do que rodava bem antes.
  36. Rodar dois programas poderosos no mesmo ambiente gera confusão.
  37. Lançam correções corrigindo a correção de 72 horas atrás, e você precisa dar novo boot ao reinstalar.
  38. Seus idealizadores querem controlar o mundo só porque fizeram um programa que muitos usam.
  39. A maior parte dos recursos do sistema são consumidos só para dar a ilusão de boa aparência.
  40. Eles nunca acreditam que o ambiente alternativo, preferido pelos hackers, possa ir para frente.
  41. Não se pode confiar nos Agentes de Segurança.
  42. Não há nada para se fazer em relação aos bugs, a não ser que você aceite ser cobaia de uma nova versão.
  43. Se quiser ver alguma coisa além, sempre precisará de um plug "in".
  44. É preciso destruir quase tudo a cada nova versão lançada.
  45. Por mais que se programe direito, sempre há algo que não dá certo, que ninguém sabe o porquê, e que se resolve com boot.
  46. O suporte age sempre como se você fosse um idiota que não sabe o que está fazendo, mas mesmo assim deixa tudo para você mesmo descobrir e resolver.
  47. Os idealizadores "ferram" quem tenta abocanhar uma fatia do bolo que ele mesmo oferece.
  48. Quem precisa de velocidade e segurança acessa Oracle no mesmo ambiente, mas vive tentando mudar de plataforma.
  49. Programas antigos geram conflitos. E a maior de todas as provas:
  50. Seu criador pensa que é Deus!

    Originalmente postada por Lázaro Freire, do site Voadores.



Veja a relação completa dos artigos de Rodrigo Bernardo Pimentel

 

 

Opinião dos Leitores

Seja o primeiro a comentar este artigo
*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script