você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

Terminais X

Colaboração: Djalma Valois

Data de Publicação: 27 de Agosto de 2001

Sempre que visito uma empresa publica no Brasil, observo os inumeros computadores antigos, tais cmo pentium 75, 486 e ate 386 ainda em uso precario, ou ate mesmo desligados e encostados em algum canto de um deposito.

Sinto sempre uma enorme angustia, por ver que estes equipamentos (comprados tao caro à epoca) encontram-se em desuso (ou em pouco uso), pelo simples fato de que os sistemas operacionais proprietarios ja nao aceitam trabalhar com estas maquinas, restringindo-se sempre a novos modelos, mais memorias, novos processadores, etc.

Sem entrarmos na discussao de que esta roda viva tambem existe para obrigar o consumidor a comprar mais equipamentos, e que a qualidade destes sistemas operacionais em geral sao bastante duvidosas (independente da potencia dos micros, contiuam congelando, sempre...), descobri uma maneira bastante simples de aproveitarmos todo este equipamento antigo, fazendo-os rodar ate mesmo os programas mais pesados, tais como o StarOffice.. obvio que a solucao que vou apresentar e para ambientes operacionais livres, que oferecem otima qualidade e desempenho, diferente de outros sisteminhas de janelas que existem por ai.

A ideia consiste em voce ter um servidor com uma quantidade de memoria razoavel (em torno de 256 Megas), que estara ligado em rede a outros micros menores (486 por exemplo) qu farao uso deste servidor para executarem os programas.

Como fazer ?

No servidor voce devera instalar uma distribuicao GNU/Linux (aconselho o Debian) o X e o SSH, bem como todas as aplicacoes que voce desejaria executar a partir dos seus 486...

Nos 486, instale tambem o SSH e o X. Observe que o 486 devera ter alguma memoria razoavel, tipo 16 megas ja devem ser suficientes. Se vc desejar instalar algum windowmanager, utilize o blackbox, que e bastante leve, ou qualquer outro que voce queira (o ion e otimo para aplicacoes que possuem apenas uma unica tela, e eh um windowmanager utilizado nos IPAQs logo, bem pequenininho). Tenha sempre em mente que a memoria e o processador da sua maquina 486 sao pequenos, e voce nao deve exigir muito.

Crie no Servidor um usuario para cada estacao 486.

Algo do tipo:

se sao 6 maquinas 486, crie no servidor os IDs usuario01, usuario02, etc.. ate chegar ao numero de seis (usuario06)

Depois, entre no 486 como um usuario qualquer, e do seu windowmanager preferido execute dentro do terminal o comando:

  ssh -X usuario01@ip-do-servidor programa

onde: ssh - E o programa que fara uma conexao o servidor -X - E o parametro que informa a necessidade de execucao do X no servidor usuario01 - E o ID do usuario no servidor (lembra do usuario01, usuarios02, etc... ate o usuario06 que criamos antes?) @ip-do-servidor - e o IP ou dominio do seu servidor programa - e o programa que sera executado a partir do servidor.

Apos a execucao do comando, o SSH pedira a senha do usuario no servidor, que apos ser entrada corretamente, trara para o 486 a tela do programa sendo executado.

Note que o 486 nao sofrera nenhuma queda de performance, pois o programa estara sendo executado o tempo todo no servidor, o seu micro 486 apenas trata de apresentar as telas.

Bem, esta e uma boa solucao para fazermos micros mais antigos funcionarem, servindo em muitos casos para que as empresas publicas possam disponibilizar mais maquinas para o seu trabalho quotidiano. Penso ate, que estes computadores poderiam servir para criarmos centros de ensino de software livre em todas as nossas capitais, quem sabe isto nao possa vir a ser o Centro de Aperfeicoamento e Estudos Tecnologicos do Trabalhador - CAETEC, que o CIPSGA vem montando no Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Campinas/SP...



 

 

Veja a relação completa dos artigos de Djalma Valois

Opinião dos Leitores

Seja o primeiro a comentar este artigo
*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script