você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

Tempo de vida de mídias de Backup

Colaboração: Rubens Queiroz de Almeida

Data de Publicação: 09 de Abril de 1998

Uma vez que o backup tenha sido feito, em qualquer mídia, fitas DAT, QIC, disquete, CDROM, etc, muita gente pensa que a missão está cumprida.

Cuidado, mesmo estas mídias tem um tempo de vida limitado. Por exemplo, fitas DAT, após um determinado tempo de uso intensivo, gastam-se e o acesso aos dados nelas gravados pode se inviabilizar.

Ou seja, preste atenção no tempo de vida útil de suas mídias de backup, realize controles individuais para cada uma delas, substituindo-as quando se expirar o prazo de validade determinado pelo fabricante.

Outra recomendação, para aqueles arquivos que são salvos em fita para armazenamento por 5 ou mais anos, certifique-se de realizar cópias periodicamente, para se garantir da perda de dados que pode ocorrer por dois motivos principais: desgaste da mídia pelo tempo ou inexistência da mídia no futuro. Você ainda tem alguma coisa gravada em disquetes de oito popolegadas? Se tiver cuidado, vai ser difícil achar um drive compatível.

A seguir incluo uma tabela com o tempo de vida útil de várias mídias diferentes:

  Fita VHS	5 anos
  CD-ROm		5 anos
  Microfilmes	10 anos

Estes dados foram retirados de uma reportagem publicada pela revista Veja do dia 18 de fevereiro, chamada "Bomba de Tempo" onde se alerta para o perigo de perda de dados armazenados em diversos tipos de mídia.



Veja a relação completa dos artigos de Rubens Queiroz de Almeida

 

 

Opinião dos Leitores

Seja o primeiro a comentar este artigo
*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script