você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

Reconstruindo a base de dados do RPM

Colaboração: Marcelo de Gomensoro Malheiros

Data de Publicação: 04 de Abril de 2002

Hoje eu tive um problema em um servidor que eu mantenho, e como consegui resolvê-lo achei interessante compartilhar esta dica.

É uma máquina que está ainda com o Conectiva 6.0, mas que eu rotineiramente atualizo via APT.

Para quem não ouviu falar ainda do APT, é um sistema genérico de gerenciamento de pacotes, de mais alto nível que o RPM. Ele foi inicialmente desenvolvido para a distribuição Debian, que usa pacotes no formato DEB, mas foi recentemente portado pelo pessoal da Conectiva para operar também em cima do RPM.

A grande vantagem do APT é que ele permite que instalações e atualizações de pacotes (ou conjuntos dos mesmos) sejam feitas automaticamente, preservando dependências e checando por versões mais recentes, inclusive se encarregando de fazer o download via rede. Para mais detalhes leia o página de manual do "apt-get".

Bom, o fato é que ao fazer uma dessas atualizações de rotina o APT encontrou um conflito entre duas versões do pacote "cpp" no servidor, e pediu para que eu resolvesse isso. Eu removi a versão mais antiga do pacote como recomendado, mas por alguma razão que desconheço (provavelmente um bug da versão do RPM que eu tenho instalado nesta máquina) a base de dados dos pacotes RPM ficou corrompida. Ao rodar o comando "rpm -qa" eu obtia uma listagem do tipo:

    # rpm -qa
    apache-1.3.22-1U60_3cl
    apache-doc-1.3.22-1U60_3cl
      ...
    (null)-(null)-(null)

Isso passou a afetar o APT, que abortava ao encontrar essa inconsistência na base do RPM e não funcionava mais. Felizmente eu encontrei a opção "--rebuilddb" do programa "rpm", que reconstruiu a base de dados do RPM, agora sem erros:

    # rpm --rebuilddb
    # apt-get check
    Processing File Dependencies... Done
    Reading Package Lists... Done
    Building Dependency Tree... Done

Agora tudo voltou ao normal.



 

 

Veja a relação completa dos artigos de Marcelo de Gomensoro Malheiros

Opinião dos Leitores

Seja o primeiro a comentar este artigo
*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script