você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

Personalizando o logo de boot do linux 2.6

Colaboração: Alexandre Hautequest

Data de Publicação: 09 de Dezembro de 2003

Quando executamos o linux e ativamos o modo "frame buffer", um pinguim é exibido para cada processador instalado, com um logo dependente da arquitetura da máquina (intel, mac, sun, mips, etc). Mas fica bacana personalizar a instalação e colocar seu próprio logo no lugar do clássico pinguim.

Para isso, no novo kernel 2.6, 3 simples comandos resolvem esta personalização:

  $ convert meu_logo.ext logo_passo1.ppm
  $ ppmquant 224 logo_passo1.ppm > logo_passo2.ppm
  $ pnmnoraw logo_passo2.ppm > logo_linux_clut224.ppm

Feito isto, basta copiar o arquivo final logo_linux_clut224.ppm para o diretório linux-2.6/drivers/video/logo e recompilar seu kernel.

O arquivo "meu_logo.ext" pode ser qualquer imagem que seja suportada pelo aplicativo "convert". Se quiser, pode-se utilizar algum editor de imagens, como o GIMP, e gravar a imagem direto como PPM. Esta imagem também não tem restrição de tamanho, porém imagens muito grandes em altura podem comprometer a visibilidade durante a carga do linux.

Para os kernels 2.4, deve-se alterar o arquivo linux-2.4.XX/include/linux/linux_logo.h. Um bom editor para ele é o glogo, um plugin para o GIMP 1.2, que pode ser encontrado em http://registry.gimp.org/plugin?id=376

Pena que o logo é perdido quando se é trocado de terminal, é configurada nova fonte de teclado ou o período de inatividade é atingido e, com isso, o terminal é posto em espera. Mas ainda assim, é uma modificação bem legal a ser feita.



Veja a relação completa dos artigos de Alexandre Hautequest

 

 

Opinião dos Leitores

Seja o primeiro a comentar este artigo
*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script