você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

NagiosQL

Colaboração: André Luiz Facina

Data de Publicação: 26 de Fevereiro de 2009

Todos conhecem o Nagios e o trabalho que dá para configurá-lo na mão. Havia implantado o Nagios em uma empresa e todos lá queriam uma ferramenta que facilitasse a configuração de novos hosts, services, contacts, hostgroups e etc. O próprio Nagios oferece tal ferramenta, mas que acaba sendo meio espartana para novos usuários. Foi então pesquisando no nosso oráculo Google que achei a ferramenta NagiosQL, que é uma interface web onde é possível realizar todas as configurações de hosts, services, time_periods, service dependency e etc...

Antes de prosseguir você pode entrar na página de demonstração para dar uma olhada e ver como ele funciona. A interface é bem simples, ao qual qualquer usuário com pouca noção de Nagios será capaz de se virar.

O link para a demonstração é -> http://demo.nagiosql.org/nagiosql_en/index.php usuário: demo, senha: demo

Instalação

Antes de instalar o NagiosQL verifique se já possui esses pacotes instalados:

  • Apache
  • PHP 4.3 ou superior
  • MySQL 4.1 ou superior
  • Nagios 2 ou 3
  • PEAR Module: HTML_Template_IT 1.1 ou superior
  • PHP Extension: gettext
  • PHP Extension: mysql
  • PHP Extension: ftp
  # cd /var/www
  # wget http://downloads.sourceforge.net/nagiosql/nagiosql301.tar.gz?modtime=1232482371&big_mirror=0&filesize=863131
  # tar -zxvf nagiosql301.tar.gz
  # mv nagiosql3 nagiosql
  # touch /var/www/nagiosql/install/ENABLE_INSTALLER
  # chown -R www-data:www-data  /var/www/nagiosql/config/

Se tudo ocorreu perfeitamente bem, é hora de acessar o browser e prosseguir com a instalação -> http://ip_do_servidor/nagiosql

Os passos seguintes são bem tranquilos, onde deverá ser especificada a base de dados do mysql, senha e etc. O script de instalação se encarregará de tudo, até mesmo da criação da base de dados e do usuário no mysql.

Depois da finalização da instalação pelo browser, devemos remover o arquivo "ENABLE_INSTALLER", que criamos na pasta config.

  # rm -f /var/www/nagiosql/install/ENABLE_INSTALLER

Volte para o browser e atualize a tela (f5).

Agora é preciso criar uma estrutura de diretórios em /etc/nagiosql e as devidas permissões, tanto do Nagios, quanto do NagiosQL.

  # mkdir -p /etc/nagiosql/{hosts,services,backup/{hosts,services}}
  
  # chgrp www-data /usr/local/nagios
  # chgrp www-data /usr/local/nagios/nagios.cfg
  # chgrp www-data /usr/local/nagios/cgi.cfg
  # chmod 775 /usr/local/nagios
  # chmod 664 /usr/local/nagios/nagios.cfg
  # chmod 664 /usr/local/nagios/cgi.cfg
  
  # chmod 6755 /etc/nagiosql
  # chown www-data.nagios /etc/nagiosql
  # chmod 6755 /etc/nagiosql/hosts
  # chown www-data.nagios /etc/nagiosql/hosts
  # chmod 6755 /etc/nagiosql/services
  # chown www-data.nagios /etc/nagiosql/services
  
  # chmod 6755 /etc/nagiosql/backup
  # chown www-data.nagios /etc/nagiosql/backup
  # chmod 6755 /etc/nagiosql/backup/hosts
  # chown www-data.nagios /etc/nagiosql/backup/hosts
  # chmod 6755 /etc/nagiosql/backup/services
  # chown www-data.nagios /etc/nagiosql/backup/services

Por fim, para finalizar a instalação é preciso configurar o Nagios (nagios.cfg) para buscar as configurações em /etc/nagiosql, exemplo:

   cfg_file=/etc/nagiosql/contacttemplates.cfg
   cfg_file=/etc/nagiosql/contactgroups.cfg
   cfg_file=/etc/nagiosql/contacts.cfg
   cfg_file=/etc/nagiosql/timeperiods.cfg
   cfg_file=/etc/nagiosql/commands.cfg
  
   cfg_file=/etc/nagiosql/hostgroups.cfg
   cfg_file=/etc/nagiosql/servicegroups.cfg
  
   cfg_dir=/etc/nagiosql/hosts
   cfg_dir=/etc/nagiosql/services

Opcional

   cfg_file=/etc/nagiosql/hosttemplates.cfg
   cfg_file=/etc/nagiosql/servicetemplates.cfg
   cfg_file=/etc/nagiosql/servicedependencies.cfg
   cfg_file=/etc/nagiosql/serviceescalations.cfg
   cfg_file=/etc/nagiosql/hostdependencies.cfg
   cfg_file=/etc/nagiosql/hostescalations.cfg
   cfg_file=/etc/nagiosql/hostextinfo.cfg
   cfg_file=/etc/nagiosql/serviceextinfo.cfg

Com a instalação finalizada temos duas opções: Configurar do zero apartir do NagiosQL ou importar a configurações existentes do Nagios. Para a segunda opção, basta ir pelo browser na aba tools -> Data import.

Obs: O nagiosQL por padrão busca as configurações do Nagios em /etc/nagios, mas a maioria das pessoas acabam instalando em /usr/local/nagios. Para resolver isso basta criar um link simbólico de /usr/local/nagios para /etc/nagios.

O site oficial do projeto é -> http://www.nagiosql.org/

Agora a configuração do nagios ficou muito mais fácil :-)

André Luiz Facina trabalha atualmente na empresa JVS (IBM Premier), como Analista Linux e aprendiz em AIX.


Veja a relação completa dos artigos de André Luiz Facina

 

 

Opinião dos Leitores

Seja o primeiro a comentar este artigo
*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script