você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

Modem HSP56 e outros no Ubuntu

Colaboração: Giseli Ramos

Data de Publicação: 19 de Junho de 2007

Muitas vezes, fazer funcionar um winmodem é um pouco trabalhoso, mas felizmente existe um lugar bom para achar os drivers, o http://www.linmodems.org/.

Resolvi adotar o Ubuntu como minha distro preferida, e como uso discada em casa, tive que passar pela experiência de tentar fazer funcionar o modem, um HSP56. O Ubuntu, como padrão, não vem com drivers proprietários. Descreverei o processo para o Ubuntu, isso não se aplica apenas ao HSP56, como também a outros modelos.

Antes de tudo, tem que saber qual é o seu modem. Para ter as informações exatas, vá em http://linmodems.technion.ac.il/packages/scanModem.gz para baixar um utilitário muito útil que lhe dará todas as informações referentes ao seu modem. Há outro modo, que é fazer uma query no modem usando o Windows, mas isso não será descrito aqui.

Descompacte-o, e use o seguinte comando (no Ubuntu), para permitir a execução do utilitário:

  sudo chmod +x scanModem

E o execute, usando:

  sudo ./scanModem

O script criará vários arquivos com informações, o ideal é entrar no diretório Modem (recém criado) e ler 1stRead.txt (muito importante!) e um arquivo com o nome do modem, no meu caso, Smartlink.txt . Teoricamente é importante ler todos os outros arquivos, mas não é estritamente necessário, pode ler, além dos mencionados, Testing.txt . Se ocorrer problemas, terá que ler os outros.

Após pegar o nome do modem, vá em http://linmodems.technion.ac.il/packages/ e entre no diretório com o nome do modem. É recomendável sempre pegar a versão mais atual! Em alguns, tem o subdiretório Ubuntu, é recomendável pegar deste diretório.

Descompacte o driver, e entre no modo root, usando:

  sudo -i

(modo root total) e execute o setup, no diretório do driver descompactado:

  ./setup

Ele perguntará pelo país, você deve digitar BRAZIL, se estiver em outro país, consulte o arquivo CountryList.txt . Isso pode ser feito depois, se desejado, usando:

  gedit /etc/default/sl-modem-daemon

Após isso, saia do modo root e o modem está pronto para ser usado. Claro que se deve testá-lo, usando o utilitário wvdial:

  sudo wvdialconf /etc/wvdial.conf
  Se estiver OK, você receberá algo como:
  ...
  ttySLT0: ATQ0 V1 E1   OK
  ttySLT0: ATQ0 V1 E1 Z   OK
  ttySLT0: ATQ0 V1 E1 S0=0   OK
  ttySLT0: ATQ0 V1 E1 S0=0 &C1   OK
  ttySLT0: ATQ0 V1 E1 S0=0 &C1 &D2   OK
  ttySLT0: ATQ0 V1 E1 S0=0 &C1 &D2 +FCLASS=0   OK

Agora vamos à discagem! Digite o seguinte comando:

  sudo gedit /etc/wvdial.conf

Isso abrirá o arquivo de configuração do wvdial. Os campos iniciados com ; são aqueles que você deve preencher e retirar o caractere ; (comentarei abaixo)

  [Dialer Defaults]
  Init1 = ATZ
  Init2 = ATQ0 V1 E1 S0=0 &C1 &D2 +FCLASS=0
  Modem Type = Analog Modem
  ISDN = 0
  New PPPD = yes
  ; Phone = 12345678 (retire o ; e coloque o número de telefone do provedor)
  Modem = /dev/ttySL0
  ; Username = usuario@provedor.com.br (retire o ; e coloque o seu nome de usuário)
  Carrier check = no (isso deve ser adicionado nos modems usando drivers SmartLink)
  ; Password = suasenha (retire o ; e coloque sua senha)
  Baud = 460800

Salve o arquivo, e pronto! Agora é só digitar

  wvdial &

E navegar! :)



Veja a relação completa dos artigos de Giseli Ramos

 

 

Opinião dos Leitores

Seja o primeiro a comentar este artigo
*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script