você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

Metron anuncia PC com Linux

Colaboração: Rubens Queiroz de Almeida

Data de Publicação: 16 de Outubro de 2002

A empresa Metron, anunciou no dia 10 de outubro, o lançamento de uma linha equipada com sistemas GNU/Linux.

O modelo com processador Intel Celeron 1,3 GHz ou AMD Duron sai por R$ 1.899. A versão com Windows e o pacote Office da Corel, sai por R$ 2.399. A diferença de preço entre um modelo e outro é de U$ 120,00.

O parceiro da Metron nesta empreitada é a empresa Conectiva, que fará a adaptação de sua distribuição para os equipamentos comercializados pela Metron.

A seguir incluo a nota publicado no Terra, http://www.terra.com.br/informatica/2002/10/10/015.htm

Metron lança PCs com Linux para impulsionar vendas este ano

Quinta, 10 de outubro de 2002, 20h09

A fabricante líder de computadores do país, Metron, anunciou na quinta-feira sua primeira linha de micros de mesa, notebooks e servidores equipados com o sistema operacional Linux. O objetivo é aumentar as vendas com a oferta de produtos mais baratos. "Agora o Linux é muito mais amigável e com todo esse cenário de (alta do) dólar e crise econômica achamos que seria ideal soltar (produtos com o sistema) agora", afirmou o diretor comercial e de marketing da Metron, Cássio Fernandes Augusto. O sistema Linux é distribuído gratuitamente, e por isso reduz o preço final dos computadores.

Os novos produtos da fabricante incluem desktops e servidores equipados com processadores da Intel e da AMD e notebooks com chips Intel. Os computadores devem chegar às lojas na primeira semana de novembro. Todas as novas máquinas rodam a versão do sistema operacional distribuído pela brasileira Conectiva.

A Metron, primeira fabricante nacional a lançar computadores equipados com Linux, foi fundada em 1984 como uma empresa fabricante de taxímetros eletrônicos. Com a abertura do mercado brasileiro pelo governo Collor em 1992, a companhia mudou seu foco e passou a montar computadores de mesa e servidores.

Segundo Augusto, o lançamento de máquinas Linux não representa um fim de relacionamento da fabricante com a Microsoft, que produz o Windows, mas sim reflete a intenção da empresa em obter receita extra com produtos mais baratos. Os computadores de mesa equipados com Linux custam 20% a menos do que as máquinas com Windows. Com isso, o modelo mais acessível da empresa passa a custar R$ 1.899.

Com essa redução no preço dos equipamentos, a Metron espera aumentar as suas vendas este ano em 10%. No ano passado, a empresa comercializou 200 mil micros, sendo 70% deles para o mercado doméstico. "A máquina Linux é uma alternativa perante o cenário que nós temos", disse Augusto, acrescentando que 90% do custo dos computadores da Metron é dolarizado. Na quinta-feira, o dólar atingiu a cotação recorde de R$ 4.

No começo do ano, a Metron apostava num crescimento de 25% das vendas em 2002, mas posteriormente reviu o taxa para zero devido a instabilidade cambial. A Metron fechou um pedido para a entrega de mil computadores Linux para instalação na rede de varejo de móveis Marabraz e recebeu demonstrações de interesse de grandes revendedores como Ponto Frio, Extra e Wal-Mart.

A empresa estima que irá faturar este ano, quando foi lançada a linha de notebooks, cerca de R$ 400 milhões. Em 2001, o faturamento foi de R$ 320 milhões e em 2000, R$ 238 milhões. A Metron tem 350 funcionários e uma fábrica em São Paulo.



 

 

Veja a relação completa dos artigos de Rubens Queiroz de Almeida

Opinião dos Leitores

Seja o primeiro a comentar este artigo
*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script