você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

Lançado o Debian GNU/Linux 5.0

Colaboração: Frederico Palma

Data de Publicação: 11 de Março de 2009

É com prazer que o Projeto Debian anuncia o lançamento oficial do Debian GNU/Linux versão 5.0 (codinome "Lenny") depois de 22 meses de constante desenvolvimento. O Debian GNU/Linux é um sistema operacional livre que dá suporte a um total de 12 arquiteturas de processadores e inclui os ambientes de área de trabalho KDE, GNOME, Xfce e LXDE. Ele também apresenta compatibilidade com o FHS versão 2.3 e com software desenvolvido para a versão 3.2 do LSB.

O Debian GNU/Linux pode ser usado em computadores desde sistemas palmtops e handhelds até supercomputadores, e em quase tudo entre eles. Há suporte para um total de doze arquiteturas: Sun SPARC (sparc), HP Alpha (alpha), Motorola/IBM PowerPC (powerpc), Intel IA-32 (i386), IA-64 (ia64), HP PA-RISC (hppa), MIPS (mips, mipsel), ARM (arm, armel), IBM S/390 (s390), AMD64 e Intel EM64T (amd64).

O Debian GNU/Linux 5.0 "Lenny" adiciona suporte para a plataforma Orion da Marvell que é usada em vários dispositivos de armazenamento. Há suporte para dispositivos de armazenamento como a série QNAP Turbo Station, HP Media Vault mv2120 e Buffalo Kurobox Pro. Adicionalmente, o "lenny" dá suporte a vários netbooks, em particular o Eee PC da Asus. O "lenny" também contém ferramentas de construção para o Emdebian que permitem que pacotes fonte Debian sejam construídos para outras arquiteturas ("cross-built") e reduzidos para caberem em sistemas embarcados ARM.

O Debian GNU/Linux 5.0 "Lenny" inclui o novo porte ARM EABI, "armel". Este novo porte fornece um uso mais eficiente dos processadores ARM atuais e futuros. Como resultado, o porte ARM antigo (arm) a partir de agora é considerado obsoleto.

Este lançamento inclui numerosas atualizações de pacotes de software, como o K Desktop Environment 3.5.10 (KDE), uma versão atualizada do ambiente de área de trabalho GNOME 2.22.2, o ambiente de área de trabalho Xfce 4.4.2, LXDE 0.3.2.1, a área de trabalho GNUstep 7.3, X.Org 7.3, OpenOffice.org 2.4.1, GIMP 2.4.7, Iceweasel (uma versão sem marca registrada do Mozilla Firefox 3.0.6), Icedove (uma versão sem marca registrada do Mozilla Thunderbird 2.0.0.19), PostgreSQL 8.3.6, MySQL 5.0.51a, GNU Compiler Collection 4.3.2, versão 2.6.26 do kernel Linux, Apache 2.2.9, Samba 3.2.5, Python 2.5.2 e 2.4.6, Perl 5.10.0, PHP 5.2.6, Asterisk 1.4.21.2, Emacs 22, Inkscape 0.46, Nagios 3.06, Xen Hypervisor 3.2.1 (suporte dom0 assim como domU), OpenJDK 6b11 e mais de 23.000 outros pacotes de software prontos para usar (construídos a partir de mais de 12.000 pacotes fonte).

Com a integração do X.Org 7.3 o servidor X se autoconfigura com a maioria dos hardwares. Pacotes recém introduzidos permitem suporte completo a sistemas de arquivos NTFS ou o uso da maioria das teclas multimídia sem a necessidade de mais configurações. Suporte para arquivos do formato Adobe Flash está disponível através das extensões swfdec ou Gnash. Em toda a parte foram introduzidas melhorias para notebooks, como suporte nativo para ajuste de frequência da CPU. Para os momentos de lazer, diversos jogos novos foram adicionados incluindo enigmas e jogos de tiro em primeira pessoa. Uma mudança notável é a introdução do "goplay", um navegador gráfico de jogos que oferece filtros, pesquisa, captura de imagens da tela e descrições dos jogos no Debian.

A inclusão do OpenJDK, uma versão livre da tecnologia Java da Sun, no Debian GNU/Linux 5.0 torna possível distribuir aplicações baseadas em Java no repositório "main" do Debian.

Melhorias relacionadas à segurança do sistema incluem a instalação de atualizações de segurança antes da primeira reinicialização pelo sistema de instalação, a redução da quantidade de binários root com "setuid" e do número de portas abertas na instalação padrão, assim como a construção de diversos pacotes de segurança crítica com recursos de GCC Hardening. Várias aplicações têm melhoras específicas. O PHP, por exemplo, é construído agora com o patch de hardening Suhosin.

Para usuários que não falam inglês, o sistema de gerenciamento de pacotes agora oferece suporte a descrições de pacotes traduzidas, que mostrará automaticamente a descrição do pacote no idioma nativo do usuário, se estiver disponível.

O Debian GNU/Linux pode ser instalado a partir de várias mídias de instalação como DVDs, CDs, pen-drives USB e disquetes, ou a partir da rede. O GNOME é o ambiente de área de trabalho padrão e está no primeiro CD. O K Desktop Environment (KDE), as áreas de trabalho Xfce ou LXDE podem ser instaladas através de duas novas imagens de CD alternativas. Novamente, foram disponibilizados com o Debian GNU/Linux 5.0 CDs e DVDs multi-arch que dão suporte a instalação de múltiplas arquiteturas a partir de um único disco, assim como os Discos Blu-ray, que permitem que o repositório inteiro de uma arquitetura seja distribuído em uma única mídia de instalação.

Além da mídia de instalação normal, o Debian GNU/Linux também pode ser usado diretamente sem a necessidade de instalação prévia. Estas imagens especiais também são conhecidas como imagens "live" e estão disponíveis para CDs, pen-drives USB e diferentes formas de configurações de rede. Inicialmente, estas imagens são fornecidas apenas para as arquiteturas amd64 e i386.

O processo de instalação para o Debian GNU/Linux 5.0 foi melhorado de várias maneiras: entre muitas outras melhorias, o suporte a instalação a partir de mais de um CD ou DVD foi restaurado, o firmware requerido por alguns dispositivos pode ser carregado usando mídia removível e há suporte para instalações através de displays Braille. O processo de inicialização do instalador também recebeu muita atenção: um menu gráfico pode ser usado para escolher interfaces e ambientes de área de trabalho e para selecionar o modo "expert" ou o modo de recuperação. O sistema de instalação do Debian GNU/Linux agora está traduzido em 63 idiomas.

O Debian GNU/Linux pode ser baixado agora mesmo através de bittorrent (a maneira recomendada), jigdo ou HTTP; veja < http://www.debian.org/CD/> para mais informações. Em breve, também estará disponível em DVD, CD-ROM e Blu-ray Disc a partir de inúmeros < http://www.debian.org/CD/vendors/>.

Atualizações para o Debian GNU/Linux 5.0 a partir da versão anterior, o Debian GNU/Linux 4.0 (codinome "etch") serão automaticamente tratadas pela ferramenta de gerenciamento de pacotes aptitude para a maioria das configurações e, até certo ponto, pela ferramenta de gerenciamento de pacotes apt-get. Como sempre, os sistemas Debian GNU/Linux podem ser atualizados de forma indolor, localmente, sem qualquer parada forçada, mas é fortemente recomendado ler as notas de lançamento < http://www.debian.org/releases/lenny/releasenotes> para possíveis problemas e para instruções detalhadas sobre a instalação e atualização. As notas de lançamento melhorarão e serão traduzidas para idiomas adicionais nas semanas após o lançamento.

Dedicatória

O Debian GNU/Linux 5.0 "Lenny" é dedicado a Thiemo Seufer, um Desenvolvedor Debian que faleceu em 26 de dezembro de 2008, em um trágico acidente automobilístico. Thiemo estava envolvido com o Debian de várias formas. Ele mantinha vários pacotes e era o principal apoiador dos portes Debian para a arquitetura MIPS. Ele também foi um membro de nosso time de kernel, bem como um membro do time do Instalador Debian. Suas contribuições foram muito além do projeto Debian: ele também trabalhou no porte MIPS do kernel Linux, na emulação MIPS do qemu e muitos outros pequenos projetos para serem nomeados aqui.

Sentiremos falta da habilidade de compartilhar com outros, do vasto conhecimento técnico, da dedicação e do trabalho de Thiemo. Suas contribuições não serão esquecidas. O alto padrão do trabalho de Thiemo torna difícil de igualá-lo.

Sobre o Debian

O Debian GNU/Linux é um sistema operacional livre, desenvolvido por milhares de voluntários de todo o mundo que colaboram através da Internet. A dedicação do Debian ao Software Livre, sua natureza que não visa lucros e seu modelo de desenvolvimento aberto torna-o único entre as distribuições GNU/Linux.

As principais virtudes do projeto Debian são sua base de voluntários, sua dedicação ao Contrato Social do Debian e seu comprometimento em fornecer o melhor sistema operacional possível. O Debian 5.0 é outro passo importante nesta direção.

Informações de Contato

Para mais informações, por favor, visite o site web do Debian em < http://www.debian.org/> ou envie um e-mail (em inglês) para <press (a) debian org>.

Fonte: http://www.debian.org/News/2009/20090214

http://fredpalma.com


 

 

Veja a relação completa dos artigos de Frederico Palma

Opinião dos Leitores

Seja o primeiro a comentar este artigo
*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script