você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

Instalando o Slackware via NFS ou FTP

Colaboração: Ricardo Iramar dos Santos

Data de Publicação: 16 de Julho de 2005

Esta documentação tem o objetivo descrever os passos relativo da instalação do Slackware via NFS ou FTP. É indicado que você saiba fazer a instalação padrão do Slackware diretamente do CD. Para maiores informações sobre como instalar o Slackware detalhadamente visite Piter Punk's HomePage.

Quando escrevi esta documentação o Slackware estava na versão 9.1.0. O procedimento para versões anteriores e o current é o mesmo e provavelmente será identico para versões posteriores.

Na realidade desta documentação poderia ser escrito duas outras (NFS e FTP), porém como as mesmas possuem muitas coisas em comum resolvi colocar tudo em uma única documentação.

A instalação do Slackware via NFS ou FTP não tem muita dificuldade, o que existe é uma pegadinha que até hoje não vi escrito em nenhuma documentação.

Curioso para saber sobre a pegadinha? Leia a documentação por completo para não cair nela :^D

Pré-requisitos

Pré-requisitos para instalação via NFS

Pré-requisitos para instalação via FTP

Preparando o Terreno

Primeiro vamos gerar os disquetes, utilize o comando abaixo para gerar o disco de boot:

  ricardo@smith:~$ cat bare.i > /dev/fd0

Repita o comando acima para os demais disquetes conforme o seu método de instalação (NFS ou FTP).

Nesta documentação a máquina chamada smith será o servidor de onde as estações poderam instalar o Slackware via NFS ou FTP.

Para a origem da instalação temos três opções: diretamente do CD, mirror local ou mirror remoto (somente FTP). Se for usar diretamente do CD é necessário primeiro montá-lo, insira o cd no driver de CD-ROM e digite o seguinte comando como root:

  ricardo@smith:~# mount /mnt/cdrom

Você pode copiar o conteúdo do CD para o HD local gerando um mirror local ou baixar de qualquer mirror oficial do Slackware como o http://slackware.at. Deste mirror você pode baixar via http, ftp ou rsync.

Preparando o Terreno para instalação via NFS

Execute o comando abaixo para inserir uma linha no arquivo /etc/exports:

  ricardo@smith:~# echo **/mnt/cdrom/slackware     *(ro,insecure,all_squash)** >> /etc/exports

Caso esteja usando um mirror local substitua no comando acima o diretório /mnt/cdrom/slackware pelo diretório /mirrordir/slackware-9.1/slackware do mirror local.

ATENÇÃO: Esta é a famosa pegadinha, se o diretório exportado pelo NFS não contiver os diretório de softwares series (A, AP, D, E, ... X, XAP e Y) a instalação não irá funcionar e o pior, não emitirá nenhum erro.

Com esta linha no exports qualquer usuário da rede poderá montar este diretório como somente leitura. Reinicie o NFS para atualizar com a nova configuração:

  ricardo@smith:~# /etc/rc.d/rc.nfsd restart

Preparando o Terreno para instalação via FTP

Remova a linha ftp do arquivo /etc/ftpusers para ativar o servidor anonymous do Proftpd. Agora edite o arquivo /etc/proftpd.conf alterando a seguinte linha de <Anonymous ~ftp> para <Anonymous /mnt/cdrom>. Caso esteja usando um mirror local substitua o diretório /mnt/cdrom pelo diretório /mirrordir/slackware-9.1 do mirror local.

No caso do FTP não tem pegadinha, porque no momento da instalação é necessário digitar o diretório que contém os diretórios de softwares series.

Reinicie o servidor FTP para valer as novas configurações com o seguinte comando:

  ricardo@smith:~# /etc/rc.d/rc.inetd restart

Instalando

Inicie o computador onde deseja instalar com o disco de boot (bare.i). Aguarde até que apareça o prompt boot:, esse prompt serve para passar parâmetros para o kernel do linux na inicialização. Se você não sabe que parâmetro passar ou não precise passar nenhum tecle ENTER.

Aguarde enquanto o kernel do linux é carregado. Quando aparecer VFS: Insert root floppy disk to be loaded to RAM disk and press ENTER remova o disco de boot e insira o primeiro disco de instalação (install.1) e tecle ENTER. Mais uma vez, aguarde enquanto o primeiro disco de instalação do Slackware é carregado em memória RAM.

Quando aparecer Insert install.2 floppy disk to be loaded into RAM disk and press ENTER remova o primeiro disco de instalação e insira o segundo (NFS: install.2 ou FTP: install-ftp.2) teclando ENTER em seguida.

Ao aparecer Enter 1 to select a keyboard map: se estiver utilizando um teclado US International (sem cedilha) tecle ENTER caso contrário tecle 1 e em seguida ENTER.

Escolha o mapa conforme o seu teclado, se não souber qual escolher e seu teclado possuir cedilha escolha a opção qwerty/br-abnt2.map e tecle ENTER. Na janela de título KEYBOARD TEST tecle 1 em ENTER em seguida.

Provavelmente irá aparecer a tela de login com slackware login: no final. Tecle root sem as aspas é claro e tecle ENTER. Apesar de simples este passo é MUITO importante, se você teclar algo diferente de root (minúsculo) terá graves problemas mais para frente.

  root@slackware:/#

Esse é o prompt de instalação do Slackware. Agora você já pode particionar o seu disco da forma que achar melhor usando cfdisk ou fdisk. Não vou explicar isso aqui pois não é a intenção desta documentação.

Após ter particionado o seu disco remova o segundo disco de instalação e insira o disco de rede (NFS: network.dsk ou FTP: network-ftp.dsk). No prompt digite network e telcle ENTER. Ele irá pedir para inserir o disco de rede, como você já inseriu simplesmente tecle ENTER novamente. Agora estamos no prompt network> do disco de rede.

Este é um procedimento específico para a instalação via FTP, caso esteja instalando via NFS pule para o próximo parágrafo. Para futuramente montar a partição via ftpfs precisamos subir agora o módulo do ftpfs teclando F e ENTER.

Em muito dos casos (provavelmente o seu também) um simples ENTER irá detectar a sua placa de rede e subir o seu respectivo módulo, caso contrário mude para outro console carregue o módulo manualmente com o comando modprobe.

Se o módulo da placa de rede for carregado com sucesso tecle ENTER para desmountar o disco de rede e voltar ao prompt de instalação. Você pode usar o comando lsmod para ver se o módulo realmente foi carregado.

Este é um procedimento específico para a instalação via FTP, caso esteja instalando via NFS pule para o próximo parágrafo. Perceba que ao executar lsmod o módulo ftpfs também é listado, caso não apareça você deve carregar o disco de rede novamente para carregar conforme descrito acima.

No prompt digite o comando setup e tecle ENTER.

  root@slackware:/# setup

Realmente a brincadeira só começa agora, mas como a intenção desta documentação não é explicar passo a passo toda a instalação do Slackware vamos pular direto para o passo SOURCE Select source media supondo que você já tenha efetuado os passos obrigatórios anteriores.

Se estiver instalando via NFS selecione a opção 3 Install from NFS (Network File System) e tecle ENTER. Caso contrário selecione a opção 4 Install from an FTP server e tecle ENTER.

Na próxima tela entre com um IP (ex. 192.168.1.21) para configurar a maquina na qual o Slackware esta sendo instalado.

Entre com a máscara de rede (netmask), o setup assume por padrão a máscara 255.255.255.0 a qual iremos adotar nesta documentação como exemplo.

Essa tela é exclusiva da instalação por ftp, caso esteja instalando via NFS pule para o próximo parágrafo. Responda Yes se você possuir um gateway em sua rede, caso contrário responda No e pule o próximo parágrafo. Caso o FTP Server de onde você irá instalar estiver na internet você é obrigado a configurar um gateway.

Agora é a vez do gateway (ex. 192.168.1.254), se o seu servidor onde se encotra os softwares series estiver em outra rede você deve configurar com um gateway que consiga rotear para a rede dele.

No caso de instalação via NFS este é o passo mais importante, o IP do NFS Server (ex. 192.168.1.2). Na próxima tela indique o diretório do NFS Server que contém os diretórios de softwares series conforme comentado anteriormente (ex. se estiver usando CD indique /mnt/cdrom/slackware, caso contrário o diretório correspondente no mirror.).

Este é um procedimento específico para a instalação via FTP, caso esteja instalando via NFS pule para o próximo parágrafo. Agora você precisa configurar o IP (ex. 192.168.1.2) do FTP Server e o diretório onde estão os softwares series. Se você configurou o diretório root do usuário anonymous como sendo /mnt/cdrom como indicado acima, você deve entrar com os seguintes dados anonymous:senha@192.168.1.2/slackware. Caso esteja utilizando um mirror altere o diretório após o IP do FTP Server apontando para o diretório onde se encontra os softwares series.

Em seguida o setup irá configurar sua placa de rede com os dados fornecidos anteriormente e configurar o gateway se você possuir algum.

Se estiver instalando via NFS o setup irá rodar também o rpc.portmap para poder montar o NFS e em seguida montar o NFS. E por último o setup irá listar a tabela de partições montadas para você verificar se o NFS foi montado corretamente. Caso o NFS tenha montado corretamente tecle n e ENTER para continuar com a instalação ou y para revisar suas configurações de rede.

Caso contrário, instalação via FTP, o setup irá listar a tabela de partições montadas para você verificar se a partição foi montada corretamente utilizando o ftpfs. Caso a partição tenha sido montado corretamente utilizando o ftpfs tecle n e ENTER para continuar com a instalação ou y para revisar suas configurações de rede.

A próxima tela deve aparecer os softwares series para que você selecione os que deseja instalar, se não aparecer provavelmente você errou em algum passo acima.

No caso de ter errado algo você pode selecionar Cancel teclando TAB e ENTER para cancelar a instalação e em seguida voltar a selecionar a opção SOURCE Select source media para reiniciar as configurações.

Se tudo estiver correto até aqui, agora é só seguir com o procedimento padrão de instalação do Slackware como se fosse diretamente de um CD.

Conclusão

O mito que a instalação via rede do Slackware é complicada foi completamente desvendada.

Em testes práticos tive menos problemas com a instalação via FTP do que via NFS. O interessante do NFS é fornecer acesso ao diretório patches para futuras atualizações do sistema em rede otimizando o espaço em disco em diversas máquinas.

Referências

Dúvidas, críticas e sugestões devem ser enviadas para agent.smith@globo.com.

Quer saber mais um pouco sobre o autor desta documentação? Acesse minha home page em http://www.agentsmith.kit.net.



Veja a relação completa dos artigos de Ricardo Iramar dos Santos

 

 

Opinião dos Leitores

Seja o primeiro a comentar este artigo
*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script