você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

Instalando e utilizando o Milter-Greylist no Sendmail de distribuições baseadas em RPM

Colaboração: José Messias Alves da Silva

Data de Publicação: 03 de Julho de 2006

Como complemento à dica (http://www.dicas-l.com.br/dicas-l/20060625.php), temos aqui a instalação do Milter-Greylist em distribuições que utilizam o empacotamento RPM.

Mostrou-se que a idéia básica de Greylisting é que o MTA (Mail Transfer Agent) utilizado pelos spammers não verifica se o servidor de e-mail aceitou ou não a mensagem enviada e que, servidores bem configurados, estão aptos a solicitar uma retransmissão da mensagem caso algum erro ocorra no recebimento da mensagem.

E é exatamente que isso o processo de Greylisting realiza, recusa a princípio qualquer mensagem proveniente de um domínio ou usuário desconhecido e solicita uma retransmissão colocando o domínio e o usuário em uma lista cinza e que, ao chegar novamente a mensagem, passar a fazer parte de sua lista branca (whitelist).


Aprenda inglês em casa

Curso estruturado com o que existe de melhor e mais rápido em estratégias e técnicas de aprendizado para adultos.

Conheça as aulas experimentais


Para instalar o Milter-Greylist em sistemas baseados em RPM, devemos nos certificar de que os pacotes sendmail, sendmail-cf, sendmail-devel, bison e flex estejam instalados. Nessa dica também será utilizado o processador de macros m4, assim esse pacote também deve estar instalado. A versão requerida do sendmail, sendmail-cf e sendmail-devel deve ser >= 8.11. É necessário que a versão do sendmail ofereça suporte a APÌ milter (mail filter), que consiste na dependência libmilter. Normalmente o pacote sendmail que acompanha o RedHat 4 e Fedora Core 4 já possuem essas dependências instaladas.

Instalação

A princípio, passe ao download do arquivo rpm.

Caso queira e possua conhecimentos de criação de pacotes, pode também baixar o arquivo src.prm e o arquivo .spec se desejar construir seu próprio pacote rpm. A atual versão do Milter-Greylist em RPM é 2.0.2-1.

  # wget http://crash.fce.vutbr.cz/crash-hat/5/milter-greylist/milter-greylist-2.0.2-1.i386.rpm
  # wget http://crash.fce.vutbr.cz/crash-hat/5/milter-greylist/milter-greylist-2.0.2-1.src.rpm
  # wget http://crash.fce.vutbr.cz/crash-hat/5/milter-greylist/milter-greylist.spec

Para instalar, bastar executar:

  # rpm -Uvh milter-greylist-2.0.2-1.i386.rpm

Em seguida, após a instalação do pacote, deve-se editar o arquivo /etc/mail/greylist.conf com as configurações conforme explicado na dica anterior. Nesta dica, o Milter-Greylist será executado com o usuário "grmilter", que foi criado na instalação do pacote, pois esse é o usuário que está definido no script de inicialização.

Para fazer com que o Milter-Greylist seja executado na inicialização do sistema e botando-o para rodar o serviço:

  # chkconfig milter-greylist on
  # service milter-greylist start

Configuração

Bem, agora basta apenas informar ao Sendmail que, ao chegar qualquer mensagem, repasse ao Milter-Greylist para processá-la. Para fazer isto deve-se editar o arquivo /etc/mail/sendmail.mc e acrescentar as seguintes linhas após a diretiva OSTYPE(`linux')dnl:

  INPUT_MAIL_FILTER(`greylist',`S=local:/var/milter-greylist/milter-greylist.sock')
  define(`confMILTER_MACROS_CONNECT', `j, {if_addr}')
  define(`confMILTER_MACROS_HELO', `{verify}, {cert_subject}')
  define(`confMILTER_MACROS_ENVFROM', `i, {auth_authen}')

Esta é a forma geral de configuração do Milter-Greylist no Sendmail em qualquer distribuição baseada em RPM, mas com a utilização do presente pacote baixado essas 4 linhas podem ser simplesmente substituídas por:

  FEATURE(`milter-greylist')dnl

Por fim, criando um novo sendmail.cf utilizando o processador de macros m4:

  # m4 /etc/mail/sendmail.mc > /etc/mail/sendmail.cf

Agora, basta reiniciar o Sendmail:

  # service sendmail restart

Consideração Finais

Espera-se que a utilização do Milter-Greylist em plataformas baseadas em RPM venha de encontro com os objetivos de qualquer Administrador de Redes habituado as características dessas distribuições e responsável pela manutenção de serviços de e-mail, ou seja, a diminuição do recebimento de mensagens indesejáveis e de origem obscura, obtendo o perfeito funcionamento desse serviço.



 

 

Veja a relação completa dos artigos de José Messias Alves da Silva

Opinião dos Leitores

Seja o primeiro a comentar este artigo
*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script