você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

Estratégias para backups

Colaboração: Rubens Queiroz de Almeida

Data de Publicação: 05 de Julho de 1997

Nenhuma estratégia de backup atende a todos os sistemas. Uma estratégia que é adequada para sistemas com um usuário pode ser imprópria para sistemas que atendem dez ou mais usuários. Da mesma forma, uma estratégia adequada para um sistema em que os arquivos são modificados freqüentemente não se adequa a um sistema em que tais alterações são raras. Apenas o administrador pode determinar com precisão a estratégia que melhor se adequa a cada situação. Na escolha de uma estratégia de backup tente levar em consideração os seguintes fatores:

-Capacidade de recuperação em caso de crash total do sistema:

-Você consegue recuperar o seu sistema se um disco quebrar? Você conseguirá recuperar o seu sistema se TODOS os discos quebrarem? E se tudo pegar fogo, inclusive os backups? Embora isto seja quase impossível, estes fatores devem ser considerados quando da definição da estratégia de backup.

-Verifique os seus backups periodicamente:

-O meio de armazenamento pode não ser totalmente confiável. Um conjunto de fitas ou disquetes muito grande é totalmente inútil se os dados neles contidos não puderem ser restaurados. Para certificar-se de que os dados em uma fita podem ser lidos use, faça periodicamente a verificação dos mesmos (usando, por exemplo, os comandos tar -t ou restore -T). Se você usa fitas streamer, você pode usar o comando tapechk para executar uma verificação rudimentar da integridade da fita.

-Estabeleça uma política de retenção de fitas

-Determine um ciclo para reutilização de fitas. Você não deve, entretanto, reutilizar todas as suas fitas. Ás vezes se transcorrem meses antes que você ou mesmo algum usuário sinta a necessidade de restaurar algum arquivo importante que tenha sido apagado por engano. Devido a isto backups antigos, dentro de certos limites, devem ser mantidos. Existem várias formas de se fazer isto, que irão depender em grande parte dos recursos, das peculiaridades e das necessidades de cada instalação. E o mais importante, esta política deve ser bem conhecida por todos os usuários de seus sistemas.

-Verifique os sistemas de arquivos antes de cada backup:

-Um backup efetuado a partir de um sistema de arquivos corrompido pode ser inútil. Antes de efetuar backups é aconselhável verificar a integridade dos sistemas de arquivos usando o comando fsck.

-Faça backups em horários em que o sistema se encontre em estado de mínima (ou nenhuma) atividade.

-Faça um, preferencialmente mais de um, backup antes de efetuar alterações substanciais no sistema. É sempre aconselhável fazer um backup antes de efetuar mudanças de porte no sistema operacional, instalação de correções, mudanças significativas em programas aplicativos, enfim, tudo o que possa representar uma ameaça ao funcionamento normal do sistema. Em caso de problemas o backup significa a volta a um status original em que tudo estava funcionando a contento.



 

 

Veja a relação completa dos artigos de Rubens Queiroz de Almeida

Opinião dos Leitores

Seja o primeiro a comentar este artigo
*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script