você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

Encontrando sites similares

Colaboração: João Eriberto Mota Filho

Data de Publicação: 23 de janeiro de 2012

Uma pequena dica que poderá ser útil para muitos é a respeito do Similar Site Search.

O site http://www.similarsitesearch.com é um motor de buscas que procura por sites similares, a partir de uma URL ou domínio.

Apenas como exemplo, ao utilizar uol.com.br na busca, os 5 primeiros resultados foram (apenas o título):

  1. Terra - Notícias, vídeos, esportes, economia, diversão, música,...
  2. iG - Notícias, Vídeos, Famosos, Esportes, Bate Papo, Infográficos
  3. Band.com.br - O portal de notícias do Grupo Bandeirantes
  4. clicRBS - Notícias, esporte, jogos, vídeos, blogs e muito mais do...
  5. R7.com - Notícias, entretenimento, esportes e vídeos

Já para buscape.com.br, foi mostrado:

  1. Zura! - Buscar. Comparar. Comprar.
  2. Twenga : A maior seleção de produtos e lojas online
  3. Shopping UOL - Ache o menor preço de Celulares, Notebooks, Netbook...
  4. Bondfaro - As Melhores Marcas e As Melhores Lojas Você Encontra Aqui
  5. Americanas.com - Celulares, Notebooks, TVs, Tablets e Ar Condiciona...

Além do título do site, também são mostrados dados como URL, grau de similaridade, popularidade e idioma. Ainda, as pessoas podem votar em cada resultado. Note que caso ocorram votações, os resultados poderão ser diferentes dos mostrados neste post.

Agora o mais curioso: caso o site pesquisado não esteja indexado, o Similar Site Search o faz em cerca de 5 minutos. Então, ao retornar depois desse tempo, você já terá resultados.

Divirta-se!

Esta dica foi originalmente publicada, pelo seu autor, em http://eriberto.pro.br/blog, em 19 jan. 2012. O seu twitter é http://twitter.com/eribertomota.

Rede social para cientistas tem mais de 1 milhão de usuários

13/01/2012

Agência FAPESP - Mais de 1,3 milhão de pesquisadores de diversos países - 35 mil só do Brasil - já se inscreveram na plataforma ResearchGate, uma espécie de Facebook dos cientistas. A proposta da rede social é facilitar a comunicação e a troca de experiências entre pessoas que atuam na mesma área de investigação.

Como outras redes, o ResearchGate conta com diversos grupos de discussão, nos quais os membros podem fazer e responder perguntas. Mas, diferentemente de outros sites do gênero, os perfis dos participantes são estruturados como se fossem um currículo científico, o que facilita a busca de usuários por área de atuação.

Além disso, os pesquisadores podem incluir um índice com suas publicações e um blog pessoal. Um calendário informa os participantes sobre eventos científicos em todo o mundo e uma bolsa de empregos oferece mais de 13 mil vagas nas diversas áreas da ciência.

A plataforma é gratuita e foi criada em 2008 pelo médico alemão Ijad Madisch, graduado em Hannover e pós-graduado em Harvard. Ele conta que teve a ideia quando fazia a pós nos Estados Unidos e deparou com um problema para o qual não achava resposta.

Madisch conheceu um colega que pesquisava o mesmo assunto e tentou manter contato com ele pela internet, mas sentiu que faltava uma ferramenta adequada para isso.

"Grande parte dos recursos gastos em uma pesquisa acaba cobrindo experiências malsucedidas, que não ganham espaço nas publicações", disse.

Com o ResearchGate, segundo Madisch, os cientistas podem receber informações sobre os trabalhos de colegas do mundo inteiro, inclusive sobre as experiências que não deram certo. Isso evitaria repetir o que já se mostrou falho.

De acordo com os administradores do site, 30 brasileiros, em média, se registram diariamente.

Mais informações: www.researchgate.net

Recebi de Renato M.E. Sabbatini



 

 

Veja a relação completa dos artigos de João Eriberto Mota Filho

Opinião dos Leitores

Seja o primeiro a comentar este artigo
*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script