você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

Configuração de serviço FTP anônimo em sistemas Solaris

Colaboração: Rubens Queiroz de Almeida

Data de Publicação: 13 de Setembro de 1997

A configuração do serviço ftp anônimo em sistemas Solaris está amplamente documentada na man page do daemon ftpd.

Dentro desta página, além da descrição normal do programa ftpd, existe também uma shell script que realiza todas as tarefas necessárias para que o serviço funcione.

Eu vou fornecer aqui o caminho das pedras, para os apressados.

Primeiramente é necessário que se crie o usuário ftp e o grupo ao qual este usuário pertencerá. Para isto pode-se usar o comando vipw e acrescentar, ao arquivo /etc/passwd, uma linha do tipo

  ftp:x:30000:30000:Anonymous FTP:/pub:/bin/false

e ao arquivo /etc/shadow uma linha como

  ftp:NP:6445::::::

Ou então criar o usuário com o comando useradd:

  useradd -c "Anonymous FTP User" -d /pub -g ftp -u 3001 -s /bin/false ftp

Em seguida executar a shell anonftp, retirada das man pages. Eu tomei a liberdade de modificar o último comando desta shell script. Este comando alterava a permissão do diretório home do usuário ftp para 777, o que não é em absoluto recomendável. Eu alterei o comando para

  chmod 755 ${ftphome}/pub

Para executar esta shell script, salve-a com o nome que desejar e em seguida execute-a fornecendo (opcionalmente) como argumento o nome do diretório onde será instalado o serviço ftp anônimo. Caso este valor não seja fornecido será assumido o valor do diretório home do usuário ftp tal como definido no arquivo /etc/passwd.

anonftp

  #!/bin/sh
  # script to setup anonymous ftp area
  #
  # handle the optional command line	argument
  case $# in
  
  	# the default location for the anon ftp	comes from the passwd file
  	0) ftphome="""grep '^ftp:' /etc/passwd |	cut -d:	-f6"""
  	   ;;
  
  	1) if [	"$1" = "start" ]; then
  	      ftphome="""grep '^ftp:' /etc/passwd | cut -d: -f6"""
  	   else
  	      ftphome=$1
  	   fi
  	   ;;
  
  	*) echo	"Usage:	$0 [anon-ftp-root]"
  	   exit	1
  	   ;;
  esac
  
  if	[ -z "${ftphome}" ]; then
  	echo "$0: ftphome must be non-null"
  	exit 2
  fi
  
  # This script assumes that	ftphome	is neither / nor /usr so ...
  if	[ "${ftphome}" = "/" -o	"${ftphome}" = "/usr" ]; then
  	echo "$0: ftphome must not be /	or /usr"
  	exit 2
  fi
  
  # If ftphome does not exist but parent does, create ftphome
  if	[ ! -d ${ftphome} ]; then
  	 # lack	of -p below is intentional
  	 mkdir ${ftphome}
  fi
  echo Setting up anonymous ftp area	${ftphome}
  
  # Ensure that the /usr/bin	directory exists
  if	[ ! -d ${ftphome}/usr/bin ]; then
  	 mkdir -p ${ftphome}/usr/bin
  fi
  
  cp	/usr/bin/ls ${ftphome}/usr/bin
  chmod 111 ${ftphome}/usr/bin/ls
  
  # Now set the ownership and modes to match	the man	page
  chown root	${ftphome}/usr/bin
  chmod 555 ${ftphome}/usr/bin
  
  # this may	not be the right thing to do
  # but we need the bin -> usr/bin link
  if	[ -r ${ftphome}/bin ]; then
  	 mv -f ${ftphome}/bin ${ftphome}/Obin
  fi
  ln	-s usr/bin ${ftphome}
  
  # Ensure that the /usr/lib	and /etc directories exist
  if	[ ! -d ${ftphome}/usr/lib ]; then
  	 mkdir -p ${ftphome}/usr/lib
  fi
  if	[ ! -d ${ftphome}/etc ]; then
  	 mkdir -p ${ftphome}/etc
  fi
  
  #Most of the following are	needed for basic operation, except
  #for libnsl.so, nss_nis.so, libsocket.so, and straddr.so which are
  #needed to	resolve	NIS names.
  
  cp	/usr/lib/ld.so /usr/lib/ld.so.1	${ftphome}/usr/lib
  
  for lib in	libc libdl libintl libw	libnsl libsocket \
  	nss_nis	nss_nisplus nss_dns nss_files
  do
  	cp /usr/lib/${lib}.so.1	${ftphome}/usr/lib
  	rm -f ${ftphome}/usr/lib/${lib}.so
  	ln -s ./${lib}.so.1 ${ftphome}/usr/lib/${lib}.so
  done
  
  cp	/usr/lib/straddr.so.2 ${ftphome}/usr/lib
  rm	-f ${ftphome}/usr/lib/straddr.so
  ln	-s ./straddr.so.2 ${ftphome}/usr/lib/straddr.so
  
  cp	/etc/passwd /etc/group /etc/netconfig ${ftphome}/etc
  
  # Copy timezone database
  
  mkdir -p ${ftphome}/usr/share/lib/zoneinfo
  
  (cd ${ftphome}/usr/share/lib/zoneinfo
    (cd /usr/share/lib/zoneinfo; find . -print | cpio -o) | cpio -imdu
    find . -print | xargs chmod 555
    find . -print | xargs chown root
  )
  
  chmod 555 ${ftphome}/usr/lib/*
  chmod 444 ${ftphome}/etc/*
  
  # Now set the ownership and modes
  chown root	${ftphome}/usr/lib ${ftphome}/etc
  chmod 555 ${ftphome}/usr/lib ${ftphome}/etc
  
  # Ensure that the /dev directory exists
  if	[ ! -d ${ftphome}/dev ]; then
  	 mkdir -p ${ftphome}/dev
  fi
  
  # make device nodes. ticotsord and	udp are	necessary for
  # 'ls' to resolve NIS names.
  
  for device	in zero	tcp udp	ticotsord
  do
  	line=""ls -lL /dev/${device} | sed -e 's/,//'""
  	major=""echo $line | awk	'{print	$5}'""
  	minor=""echo $line | awk	'{print	$6}'""
  	rm -f ${ftphome}/dev/${device}
  	mknod ${ftphome}/dev/${device} c ${major} ${minor}
  done
  
  chmod 666 ${ftphome}/dev/*
  
  ##	Now set	the ownership and modes
  chown root	${ftphome}/dev
  chmod 555 ${ftphome}/dev
  
  if	[ ! -d ${ftphome}/pub ]; then
  	mkdir -p ${ftphome}/pub
  fi
  chown ftp ${ftphome}/pub
  chmod 755 ${ftphome}/pub


Veja a relação completa dos artigos de Rubens Queiroz de Almeida

 

 

Opinião dos Leitores

Seja o primeiro a comentar este artigo
*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script