você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

Compilar kernel em distros baseadas em Debian

Colaboração: Rafael Henrique da Silva Correia

Data de Publicação: 23 de Outubro de 2007

Você está calmo hoje? Não se estressou? Então você poderá compilar seu kernel hoje, pois requer muita paciência...

Primeiramente baixe a versão mais e estável (The latest stable version of the Linux kernel) nova do kernel em www.kernel.org.

Adquirida a nova versão iremos prosseguir com nossos passos:

Passo 1.

  # apt-get update

Atualizaremos suas fontes de repositório para que os pacotes mais recentes sejam instalados.

Passo 2.

  #apt-get install build-essential kernel-package libncurses5-dev tar gzip bzip2

Instalando pacotes necessários para a compilação do kernel:

build-essential instala os pacotes mais usados para compilar programas que devem ser instalados
kernel-package pacote feito para criarmos pacotes de kernel em deb e instalarmos no Ubuntu de forma nativa (que pertença a ele por padrão)
libncurses5-dev provém links, headers entre outros elementos da biblioteca libncurses5 que serve para rodar programas compilados por meio de ncurses
tar gzip bzip2 compactadores básicos do Linux

Passo 3.

Descompacte o arquivo do kernel do Linux no diretório /usr/src:

  #tar -xvjf linux-2.6.22.1.tar.bz2 -C /usr/src
  #ln -sf /usr/src/linux-2.6.22.1 /usr/src/linux

O primeiro descompacta o arquivo linux-2.6.22.1 para a pasta /usr/src/linux-2.6.22.1

O segundo cria um link-simbólico do seu novo kernel para a pasta linux, a criação deste link simbólico serve para que seu sistema e seus programas instalados consigam identificar que kernel você está usando

Lembrando-se que: Quando construí este tutorial o kernel mais novo e estável do Linux estava em 2.6.22.1

Passo 4.

  #cp /boot/config-$(uname -r) .
  #mv config-$(uname -r) .config

Passo 5.

Na quarta linha do arquivo /usr/src/linux/Makefile está a extraversion como .1, podemos editar o .1 colocando -20070715-c1 (data de trás para frente e -c1 significa compilação 1)para isso:

  #vim /usr/src/linux/Makefile

E altere a 5ª linha do arquivo.

Pra que mudar esta linha?

Esta linha chamada extraversion, nós mudamos pra efeito de organização, pois quando as configurações forem relativas a kernel sempre após o nome e o versão do kernel será escrito um nome que é o que está escrito na extraversion. Por exemplo:

Quando o kernel for compilado se listarmos nossos módulos de dispositivos instalados poderemos ver que módulos pertencem a que compilação usando o comando:

  #ls /lib/modules

Passo 6.

Vamos a compilação, agora ficou fácil vamos compilar o bichinho:

  #make menuconfig

Agora escolha as opções que você quiser, não abordarei esta parte, pois existem n computadores com n hardwares e n configurações de kernel boas.

Passo 7.

Agora vamos criar uma pacote .deb pra que fique mais fácil instalar e desinstalar seu novo kernel.

Limpando porcarias ....

  #make-kpkg clean

Criando e pacotes de acordo com a compilação...

  #make-kpkg  initrd kenel_image kernel_headers

Agora vá tomar uns 30 litros de café porque este processo é super demorado!

Passo 8.

Agora que a imagem e o header foram gerados simplesmente instale-os com o dpkg ;)!

  #dpkg -i linux-headers-2.6.22.1-20070715-c1_i386.deb
  #dpkg -i linux-image-2.6.22.1-20070715-c1_i386.deb

Os nomes dos arquivos de vocês podem ser diferentes mas isso não muda nada, bom gente terminado, agora só dêem um reboot e rezem, se deu erro voltem ao passo 6 e mãos a obra, e não se aborreçam pois quando compilamos kernel as vezes não conseguimos ver funcionando de primeira mesmo mas isto é completamente normal.

Legenda:

# executar como root
$ executar como usuário normal (sem poderes administrativos)


 

 

Veja a relação completa dos artigos de Rafael Henrique da Silva Correia

Opinião dos Leitores

Seja o primeiro a comentar este artigo
*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script