você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

Compilando o squid

Colaboração: Felipe Augusto Batista Reis

Data de Publicação: 28 de Fevereiro de 2005

O que é o squid?

Todos ja devem ter lido isto um milhão de vezes :D, mas para que os novatos não fiquem no vácuo, vamos la.

Squid é um proxy-cache de alta performance para clientes web, suportando protocolos FTP, gopher e HTTP.

O Squid mantém meta dados e especialmente objetos armazenados na RAM, cacheia buscas de DNS e implementa cache negativo de requests falhos.

Ele suporta SSL, listas de acesso complexas e logging completo. Por utilizar o Internet Cache Protocol, o Squid pode ser configurado para trabalhar de forma hierárquica ou mista para melhor aproveitamento da banda.

Podemos dizer que o Squid consiste em um programa principal, squid, um sistema de busca e resolução de nomes - dnsserver - e alguns programas adicionais para reescrever requests, fazer autenticação e gerenciar ferramentas de clientes.

Podemos executar o Squid nas principais plataformas do mercado, como Linux, Unixes e Windows.

Introdução

Este documento não é uma aula completa de como compilar o squid, e sim um tutorial, um simples tutorial, lhe mostrando como compilar o squid de forma rapida e com opções que vão lhe ser util durante seu uso.

Espero que aproveite bem o conteudo deste simples tutorial. :D

A primera coisa que temos que fazer é pegar o squid, nós podemos fazer isso em www.squid-cache.org Para isso eu usei o squid 2.5.STABLE7.

Descompactando e entrando no diretório Agora vamos começar a ação, vamos descompactar o squid.

  tar xjvf squid-x.x.x.tar.bz2

entre no diretório

  cd squid.x.x.x

Agora vamos compilar o squid, primero rode o "./configure" com as opções desejadas, as que eu usei foram as seguintes.

  ./configure --prefix=/usr --sysconfdir=/etc/squid --libexecdir=/usr/libexec/squid --datadir=/usr/share/squid --enable-carp --with-pthreads
  --enable-removal-policies="heap lru" --enable-icmp --enable-delay-pools --enable-useragent-log --enable-referer-log --enable-kill-parent-hack
  --enable-snmp --enable-arp-acl --enable-htcp --enable-ssl --with-openssl=/usr --enable-forw-via-db --enable-default-err-language=Portuguese
  --enable-err-languages="Portuguese English Spanish" --enable-poll --enable-linux-netfilter --enable-leakfinder --enable-underscores
  --enable-auth="basic digest ntlm" --enable-basic-auth-helpers="PAM YP SMB SASL NCSA LDAP winbind" --enable-ntlm-auth-helpers="SMB winbind no_check fakeauth"
  --enable-digest-auth-helpers=password --enable-ntlm-fail-open --enable-external-acl-helpers="ip_user ldap_group unix_group wbinfo_group winbind_group"

Depois de rodar o ./configure, rode o make && make install

Erros podem ocorrer no processo, normalmente os motivos dos erros são mostrados, são dependencias, por preste bastante atenção nas linhas onde estão as saidas de erro, la provavelmente estará o motivo do seu erro. :D

Algumas opções

Sobre as opções, suas definições estão todas em "./configure --help"

  --prefix=/usr - muda o caminho da instalação para "/usr" ao invés de "/usr/local"
  --libexecdir=/usr/libexec/squid - envia todas as biblio executaveis para /usr/libexec/squid
  --enable-removal-policies="heap lru" - habilitas as politicas de remoção de cache em memória
  --enable-useragent-log - adiciona o log do cabeçalho "useragent"
  --enable-referer-log - adiciona o log do cabeçalho "referer"
  --enable-arp-acl - habilita o suporte uso de endereço mac
  --enable-err-languages="Portuguese English Spanish" - idioma das paginas de erro
  --enable-default-err-language=Portuguese - usa como padrão o idioma pt_BR nas paginas de erro
  --enable-linux-netfilter - adiciona suporte a proxy transparente
  --enable-underscores - adiciona suporte a sublinhado
  --enable-auth="basic digest ntlm" - habilita os esquemas de autenticação
  --enable-basic-auth-helpers="PAM YP SMB SASL NCSA LDAP winbind" - habilita os módulos que poderão ser usados para autenticação

Dicas

Se for usar autenticação com o módulo "pam_auth", use o comando chmod u+s "/caminho_para_pam_auth/pam_auth"(no caso da minha configuração).

Procure usar a opção "http_port" como "ip:porta" ao invés de somente "porta".

O squid le o arquivo de configuração de cima para baixo, por isso, se uma regra não funcionar e você sabe que ela não esta errada, procure mudar a ordem dela no arquivo.

Crie o usuario e grupo para o squid, e mudar a permissão para o mesmo.

Autenticação não funciona quando se usa proxy transparente.

O squid trabalha em hierarquia.

antes de iniciar o squid, rode o comando "squid -z" para criar o cache do squid

Este documento é passivel de correção

Bibliografia

HyperLinux consultoria, soluções e suporte em Linux. <flipe (a) hyperlinux com br> <flpeicl (a) gmail com> <flipeicl (a) hotmail com>



Veja a relação completa dos artigos de Felipe Augusto Batista Reis

 

 

Opinião dos Leitores

Seja o primeiro a comentar este artigo
*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script