você está aqui: Home  → Arquivo de Mensagens

BakAndImgCD - para quando tudo o mais dá errado

Colaboração: Cesar Brod

Data de Publicação: 18 de abril de 2013

É, minha amiga, meu amigo. Este momento chega, um dia, para qualquer um. É melhor que você esteja preparado!

Um potencial futuro cliente ligou, dizendo que seu servidor apenas liga mas não inicializa mais, nem com reza braba. Em seus HDs residem todos os sistemas vitais da empresa. Você está a um passo de ser considerado um super-herói, admirado por todos!

Aqui vai mais uma dica para você guardar em seu cinto de utilidades: o BakAndImgCD.

Esta dica será curta (mas não é, exatamente, para usuários muito iniciantes), já que você terá que navegar por outras dicas. Antes de mais nada, para você poder ajudar um cliente em crise, obviamente você terá que ter um computador rodando o Linux, com um servidor ftp instalado. Estes artigos, no próprio Dicas-L, serão suficientes para que você tenha um servidor proftpd configurado e rodando.

Você também, claro, não inundará a rede do cliente com o tráfego que irá gerar em seu backup. Por isso, tenha um cabo de rede cruzado para ligar diretamente seu computador ao computador do cliente (instruções de como fazer um cabo desses) ou dois cabos padrão de rede e um switch ou roteador.

Nota: algumas interfaces de rede mais modernas aceitam a conexão direta entre um computador e outro com um cabo de ethernet normal. Na dúvida, teste. Em todos os casos, um cabo cruzado sempre é um item útil no cinto do Batman.

Agora, você vai inicializar o computador do computador com o BakAndImgCD, usando a imagem que você baixou da página do projeto e gravou em um CD ou pendrive USB.

Para gravar uma imagem de disco em um CD, você tem várias opções. Usuários do KDE podem usar o K3B. Outros usuários do Linux podem usar o XCDRoast. Essa dica é para os que preferem usar o modo texto.

Para gravar o BakAndImgCD em uma pendrive USB, comece por essa dica.

Agora, inicialize o computador moribundo de seu cliente com o BakAndImgCD, acompanhando esse rápido tutorial. Tanto o seu computador quanto o computador do cliente devem estar conectados em rede (seja via roteador ou cabo cruzado). Quando chegar o momento de configurar a rede Ethernet, certifique-se de, no caso de configuração manual, usar um endereço na mesma rede na qual o seu computador está configurado.

Experimente com algumas opções de backup. Caso o HD (ou HDs) do cliente estejam danificados, você talvez tenha que usar a opção ddrescue.

Obviamente, você deve ter espaço em disco o suficiente para os backups de seu cliente. E o backup é a primeira fase do trabalho, garantindo que os dados estarão preservados antes de começar o seu trabalho de colocar, novamente, o sistema no ar.

Conheça os projetos da BrodTec

Cesar Brod ministra cursos in-house adequados à necessidade de sua empresa, além de atuar como coach de equipes ágeis. Visite nosso portal para saber mais ou entre em contato diretamente com o autor para mais informações.



 

 

Veja a relação completa dos artigos de Cesar Brod

Opinião dos Leitores

alessandro simon
22 Abr 2013, 01:17
Uma dica , antes de começar o backup faça um clone com dd: dd if=/dev/hda of=/dev/hdb , e trabalhe no hd clonado , já que o grande dd clona bit a bit , se acontecer algo errado os dados continuam no hd danificado.

saudações.
Marcos
18 Abr 2013, 13:53
Essa distro faz o mesmo que o gparted?
*Nome:
Email:
Me notifique sobre novos comentários nessa página
Oculte meu email
*Texto:
 
  Para publicar seu comentário, digite o código contido na imagem acima
 


Powered by Scriptsmill Comments Script